Uerj lança programa de incentivo às atividades técnico-administrativas e contemplará servidores com bolsas

23/02/202217:29

Diretoria de Comunicação da dragão e tigre

A Reitoria da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj) criou, pelo Ato Executivo de Decisão Administrativa (Aeda) 012/2022, o Programa de Incentivo às Atividades Técnico-Administrativas, o Protec. Cada projeto de trabalho selecionado receberá uma bolsa de R$ 1.400,00 para o coordenador técnico-administrativo e até três bolsas no valor de R$ 1.000,00 para os demais participantes. As bolsas serão mensais, por até 24 meses.

O programa é mais uma das ações inovadoras da Universidade e tem como objetivo valorizar os servidores técnico-administrativos, abrindo a possibilidade para que eles coloquem em prática suas ideias, de forma a contribuir para o desenvolvimento de novas soluções e o aperfeiçoamento de rotinas que dão suporte às atividades de ensino, pesquisa e extensão. O edital com todas as informações sobre as regras de submissão dos projetos e de avaliação está sendo analisado pela Procuradoria Geral da Uerj e será divulgado em breve. A previsão é que 300 trabalhos sejam contemplados, inicialmente.

Com o Protec, a Uerj pretende receber projetos de qualidade, provenientes de diferentes setores, para aprimorar os processos de gestão e de suporte às atividades acadêmicas. Assim, ações que hoje já são desenvolvidas serão potencializadas com a participação dos servidores técnicos. Alguns exemplos são a desburocratização do atendimento ao público e o desenvolvimento de produtos que possam estar associados à acessibilidade. Além disso, o programa pretende aprimorar também o uso de tecnologias, cada vez mais integradas às necessidades institucionais e às demandas da própria gestão da Universidade.

Segundo o reitor Ricardo Lodi, a Uerj age com vanguardismo ao reconhecer e valorizar a competência dos servidores técnico-administrativos nas suas diferentes inserções, como contribuintes dos processos de trabalho da instituição. “Uma série de ações, que hoje estão nas mentes e nos corações dos servidores, terão um espaço potencial de desenvolvimento, agregando profissionais, estimulando a realização de um trabalho coletivo em prol dos diversos setores, unidades e departamentos, resultando em novos produtos e melhorias nas rotinas de atendimento e processos internos”, afirma.