Vestibular 2024 da Uerj retoma modelo com dois exames de qualificação e um discursivo

05/01/202318:42

Diretoria de Comunicação da Gem Saviour

ODepartamento de Seleção Acadêmica (Dsea) da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj) informou que o Vestibular Estadual 2024, para ingresso nos cursos de graduação, retomará o modelo anterior à pandemia. Depois de três anos de adoção de um exame único, o processo seletivo voltará a ter dois exames de qualificação e um exame discursivo.

As datas já foram definidas: as provas da primeira etapa serão realizadas nos dias 4 de junho e 3 de setembro de 2023, englobando questões objetivas de todas as disciplinas. Os estudantes podem optar por fazer apenas uma ou as duas provas, sendo considerada a maior pontuação. Já a segunda etapa ocorrerá no dia 3 de dezembro, para os aprovados em pelo menos um dos exames de qualificação. O exame discursivo consistirá em redação, para todos os candidatos, e duas provas de disciplinas específicas, de acordo com o curso escolhido.

De acordo com o diretor do Dsea, Gustavo Bernardo Krause, esse modelo permite selecionar de forma mais precisa os candidatos, favorecendo em especial os que tenham se preparado melhor. “A primeira vantagem dos dois exames de qualificação é que o candidato tem duas chances alcançar um bom conceito. A segunda é que os dois exames funcionam como uma excelente orientação de estudo durante o ano do vestibular, em condições reais de concursos”, afirma. “O exame discursivo, por sua vez, não apenas aprofunda os conteúdos das principais disciplinas do curso pretendido pelo candidato, como também permite avaliar o seu pensamento e a sua expressão escrita para além da prova de redação”, complementa.

Aberta consulta pública à lista de livros

Os livros de literatura do Vestibular Estadual 2024 serão novamente definidos por meio de votação. A consulta pública, que é realizada desde 2017, já está disponível na Revista do Vestibular, para que os candidatos escolham os quatro títulos da lista dos indicados. Há três opções em cada um dos grupos: Literatura Portuguesa, Clássicos Universais, Livro de Contos e Literatura Infantojuvenil.

Segundo Gustavo Krause, a consulta amplia a discussão não apenas das obras propostas para o vestibular, mas também da leitura em geral, sua importância e seu significado. “Os alunos de algumas escolas chegam a se organizar para votar em determinados livros, quer por influência de um professor, quer porque eles achem que tais livros possam ser mais agradáveis ou mais fáceis de se lerem”, comenta ele, acrescentando que todas as pessoas podem votar, até mais de uma vez.

A enquete fica no ar até o dia 27 de janeiro de 2023. O resultado com os nomes dos livros escolhidos será divulgado no início de fevereiro.